Entrevista com Pawel Burza da CDPR – Bate-papo na BGS 2017

Finalizando as entrevistas na BGS do Vale do Pontar, Pedro “TemerianGeneral” entrevistou o ilustríssimo e muito simpático: Pawel Burza! Ele é o Community Specialist da Polônia e figura icônica na comunidade internacional de Gwent pelo tanto de memes gerados de sua pessoa. Como sempre, CDPR recebeu-nos tranquilamente para este bate-papo muito legal.

VP: Pawel Burza obrigado pela entrevista!

Pawel Burza: O prazer é meu!

VP: O cenário competitivo de Gwent está se comportando do jeito que vocês imaginavam em relação à número de jogadores, ou vocês esperavam menos/mais pessoas?

Pawel Burza: No geral o número de jogadores em Gwent está melhorando cada vez mais, especialmente quando mudamos para o “Beta Público” porque o jogo se tornou mais acessível para todos e agora nós estamos tentando fazer mais “eventos single player” como “Mahakam Festival da Cerveja”. Neste momento estamos trabalhando em uma “campanha single player”, então isso provavelmente trará mais jogadores para o Gwent. No geral, estamos muito felizes com os números de jogadores. Você sabe, nós esperamos que melhore e melhore cada vez mais.

VP: Sabemos que a próxima atualização em Gwent será grande. Algo que vocês possam falar a respeito, data, informações?

Pawel Burza: No final desse mês teremos uma atualização para Gwent, então a atualização introduzirá 21 novas cartas para o jogo. 21 porque teremos uma carta adicional para Skellige e estamos planejando uma grande atualização bem maneira para o fim do ano ao qual introduziremos uma nova mecânica para o jogo, que pode na realidade mudar como jogamos Gwent. Serão introduzidas muitas coisas novas. Estamos trabalhando na mecânica para deixar o jogo muito mais suave, então tudo corre muito bem para que se torne mais intuitivo e também outra prioridade dentro do jogo é fazer algo mais padronizado, de alguma forma.

 VP: A ideia é trazer uma expansão para cada facção. A começar pela Thronebreaker, nos Reinos do Norte, esta se passa durante os acontecimentos dos livros. As outras expansões se situarão todas durante os acontecimentos dos livros ou podem ser antes e depois dos livros?

Pawel Burza: Nós estamos tentando fornecer uma mistura de ambos (livro e jogo). Em Thronebreaker estamos falando sobre a Meve e isto é antes dos jogos, Meve é citada nos livros e alguns jogadores a reconhecerão. Agora nós estamos tentando contar o que houve durante a segunda invasão Nilfgaardiana. Nilfgaard está tentando invadir os Reinos do Norte e o governador é o Henselt, que se encontra com Foltest e Meve, é claro, e eles conversam como podem proteger os Reinos da invasão Nilfgaardiana. Isso fornece uma história que os jogadores não conhecem e permite em um futuro contar histórias sobre outras facções e explorar personagens que não pudemos incluir nos jogos ou que foram mencionados nos livros ou em alguma parte da nossa história.

VP: Deixo a sugestão de fazer a expansão dos monstros falando sobre a ‘conjunção das esferas’. Não temos muita informação sobre isso e seria interessantíssimo ver a origem do cataclisma, deixo essa ideia!

Pawel Burza: É uma ideia interessante, muito maneira. Sim, a conjunção das esferas impôs tudo aquilo que aconteceu posteriormente e os monstros vieram no mundo humano. É uma ideia interessante.

VP: Uma pergunta óbvia, mas que gera dúvidas em muita gente: The Witcher 4 será lançado? Todo mês algum site lugar divulga algo como “The Witcher 4 está a caminho!”. (rs) Quero que você diga às pessoas algo a respeito quanto a isso.

Pawel Burza: Wow, isso seria grande (rs). Nosso foco agora é em Gwent. Temos estas ideias para o single player e estamos trabalhando nisso. Além disso estamos em um projeto esperando para ser finalizado, para então passarmos nossas noites não em um mundo de fantasia, mas sim em um mundo SCI-FI (Ficção científica, no caso o Cyberpunk) e nós temos em nossas mãos muita coisa no momento, mas veremos o que o futuro guarda para nós. Estamos aqui para ficar, mas por hora as histórias que queremos contar agora serão nas campanha single player, na verdade. Veremos, veremos o que acontecerá no futuro.

VP: Outra questão que sai um pouco sobre o universo de The Witcher mas muita gente quer saber é: Quando teremos informações oficiais do Cyberpunk 2077 (rs)?

Pawel Burza: Quando estiver pronto. (rs)

VP: SOON* ? (rs)

Pawel Burza:  SOON™ (rs)

VP: Quais são os objetivos da CDPR sobre Gwent? Quais são os caminhos que vocês querem tomar para melhorar o jogo?

Pawel Burza: Para nós, é uma grande jornada porque nós começamos o Gwent dentro do The Witcher 3: Wild Hunt e os jogadores nos pediam para fazer o Standalone. Eu me lembro que no início, quando o jogo estava no Alfa, dentro do nosso estúdio e analisamos o Gwent do The Witcher 3, pensamos: “Isso não vai dar certo, precisa de balanceamento”. Então a partir deste ponto, trabalhamos no balanceamento a todo tempo, mudando coisas que tinham no The Witcher 3 e víamos como todos reagiam. E de lá para cá fizemos muitas mudanças no jogo, como o “Clima”, agora as cartas ouro interagem, mudamos em adicionar novas mecânicas. A facção Nilfgaard foi introduzida um pouco depois das outras facções porque tivemos que redesenhar quase que a facção inteira, então isso foi uma ocupação e tínhamos o trabalho de balanceamento também. Agora, estamos buscando o eSport com uma liga competitiva e os jogadores diziam que tínhamos que encontrar o “jogo ideal” se quiséssemos ter o jogo como um eSport. Então o que queríamos fazer era pegar o jogo do The Witcher 3 e fazer um Standalone porque os jogadores pediram para nós. Então, nesse ponto é uma longa jornada e buscamos fazer algo além do que já alcançamos. Como eu disse, no fim do ano introduziremos uma nova mecânica no jogo. Planejamos algumas mudanças a vocês então eu acho que melhorando o que temos e adicionar mais coisas é o caminho a seguir e precisamos ir adicionando novas cartas e você sabe que os jogadores exploram os diferentes arquétipos e essas coisas doidas. Essas coisas levam tempo, mas estou gostando de toda essa trajetória, tem sido muito maneira e eu amo o jeito e a direção que o jogo está indo.

VP: Deixe um recado para os jogadores brasileiros de Gwent!

Apenas continuem sendo incríveis e entrem sempre em contato com nós! Nós temos um grande Comunity Manager aqui (Cesar Manara) no Brasil então vocês podem conversar com ele diretamente e se ele não ajuda-los, eu poderei sempre ajuda-los! (rsrsrs) E sempre continuem sendo essas pessoas maravilhosas. Estão fazendo um ótimo trabalho no Vale do Pontar, nós nos conhecemos no Twitter, seu “currículo” lá é muito maneiro. Continuem incríveis, se vocês tiverem algum problema, quiserem conversar com nós ou mandar algo positivo, é sempre importante para nós compartilhar com a equipe, então é isso, continuem sendo maravilhosos, simples assim!

VP: Amamos a CDPR e eu gosto muito de você! Muito obrigado, Burza, pela entrevista. E nos vemos no Twitter ou em algum lugar por aí!

Pawel Burza: Sim, nos vemos no Twitter! Se cuidem, pessoal, e obrigado pela entrevista! Foi muito legal.”

 *O termo “SOON”, que surgiu na pergunta sobre Cyberpunk 2077, o que seria “Em Breve”, é um termo usado pela comunidade de Gwent porque sempre questionavam Burza quando sairia atualizações, novidades, etc, e ele sempre respondia “Em breve”. E ainda responde. Na entrevista foi falado “Soon” e ele entrou na brincadeira respondendo “Soon™”.

Muito obrigado a CD Projekt Red por toda a atenção na BGS, nós da equipe do Vale do Pontar ficamos extremamente gratos pela oportunidade e esperamos encontra-los em muito mais eventos futuros!

Comentários