“Arrebentando na Pro Ladder”!

O site GwentDB não é destinado apenas à construção de decks: Eles postam também notícias e às vezes algumas matérias legais, como esta que vocês verão a seguir. Um dos membros do GwentDB, o slothland, publicou recentemente um artigo muito legal comentando sobre a Pro Ladder (tanto para iniciantes da PL como para quem está buscando se aperfeiçoar cada vez mais), dando dicas e trazendo várias informações interessantes. Traduzimos para vocês porque realmente vale muito à pena a leitura, confiram:

“A segunda temporada do Pro Ladder de Gwent começou no início deste mês e foi dada a largada para a corrida mais uma vez. Neste guia, vou tentar explicar a Pro Ladder e dar algumas dicas baseadas na minha experiência na 1ª temporada para os recém-chegados à Pro Ladder, jogadores que desejam melhorar sua performance anterior e os jogadores que gostariam de saber o que é a Pro Ladder.

BREVE INFORMAÇÃO SOBRE A PRO LADDER
Existem mais de 10.000 jogadores que têm acesso à Pro Ladder, enquanto o número de jogadores ativos (jogadores com mais de 400 jogos no final da temporada) é muito menor (cerca de 1000). Todas as temporadas, os 10% inferiores da Pro Ladder, entre os jogadores com pelo menos 10 partidas, perdem o acesso à Pro Ladder a menos que tenham alcançado o ranking 21 na ladder normal. Os 200 melhores jogadores recebem Crown Points e o top 8 é convidado para o Gwent Open após a temporada da Pro Ladder. Você pode verificar o site oficial masters.gwent.com para obter informações mais detalhadas.

A RAZÃO DE JOGAR NA PRO LADDER
Para os jogadores que não estão seguindo uma carreira verdadeiramente profissional em Gwent, mas têm um espírito competitivo e desejam melhorar, a Pro Ladder é o lugar certo. A maioria dos jogadores são altamente qualificados e possuem listas otimizadas (ou próximo a isto). Jogar contra os melhores jogadores e até mesmo superá-los é altamente educacional e muito importante para poder melhorar no jogo. Portanto, é uma experiência competitiva absolutamente gratificante, mesmo se você não ficar em posições que pontue (ganhe Crown Points). Além disso, a experiência que você ganha jogando contra os melhores é inestimável se você quiser competir em torneios ou ganhar convites (por exemplo, para Gwent Slam).

Além disso, como experimentamos nesta temporada, os 200 melhores jogadores são convidados a participar dos Gwent Challenger Qualifiers, que concede convites para o Gwent Challenger aos finalistas. Embora não seja certo que continuará assim, haverá oportunidades no futuro para ganhar convites para diversos torneios.

O METAGAME
Comparado com a ladder normal, a Pro Ladder tem um metagame muito mais diversificado em termos de facções, uma vez que os jogadores têm que jogar pelo menos com 4 facções diferentes para subir na ladder. Isso leva a uma situação em que, em 100 jogos, você joga contra quase todas as facções.

Curiosamente, a diversidade atual das listas dos decks é a maior que já experimentei em qualquer cardgame até agora. Especialmente se você estiver de olho no metagame, seguindo o GwentDB e/ou streamers populares, você pode reconhecer imediatamente carta por carta que o seu oponente está jogando. A razão para isso é que a maioria dos jogadores não querem arriscar perder jogando com listas sub otimizadas na Pro Ladder, bem como não querem sair daquele pequeno grupo de cartas mais utilizadas.

NÚMERO DE PARTIDAS E INVESTIMENTO DE TEMPO
Para as principais colocações, durante a primeira temporada, o número mínimo de partidas foram cerca de 1200, mas neste caso, essas partidas são distribuídas entre 5 facções para maximizar o total de fmmr. Especialmente para as principais colocações, tenha em mente que levará muito tempo para chegar nas principais colocações ao longo de um período de dois meses.

Por outro lado, houveram muitos que terminaram fortes no top 200 da temporada 1 com menos de 800 jogos, por isso é possível competir com menos partidas do que os melhores jogadores. Jogar 10 partidas por dia ao longo de dois meses é suficiente para competir pelo top 200, então mesmo para os jogadores com limitações de tempo devido ao trabalho e/ou à escola, é possível conseguir uma boa posição na Pro Ladder.

11 CONSELHOS PARA SE TER EM MENTE

Não tente fazer isso funcionar na Pro Ladder
A menos que você tenha certeza de que o novo deck que você construiu mudará o meta, é uma perda de tempo para testar decks na Pro Ladder, pois as perdas farão com que você perca pontos e mais tarde você terá que ganhar mais para se recuperar. Tenha em mente que, os jogadores da Pro Ladder geralmente são melhores quando comparados aos jogadores da ladder normal de nível médio e possuem a capacidade de identificar sua estratégia mais cedo para adaptar suas jogadas.

Não hesite em usar ‘netdeck’
Isso não é um encorajamento para buscar decks na internet ou um desânimo para aqueles que criam seus próprios decks, mas de forma semelhante ao ‘conselho 1’, sugiro a jogar com listas já otimizadas na Pro Ladder. Deixar a comunidade criar decks fortes é uma boa ideia para economizar algum tempo para se concentrar mais em jogar melhor.

Se uma facção estiver em uma ‘fase ruim’, deixe ela quieta
Especialmente no primeiro mês da temporada, se uma facção é seriamente fraca, é uma boa ideia não tocá-la até o patch do meio da temporada. Na temporada 1, Skellige foi muito fraco, mas após o patch do meio da temporada (mudança na carta ‘restaurar’), a facção obteve um deck de Nível 1 que funcionou muito bem nas mãos dos melhores jogadores (Adzikov, jogador do topo da Pro Ladder, teve 0 partidas de Skellige antes do patch).

Complete 100 partidas com uma facção antes de se mudar para outras facções
Desta forma, você pode aprender sobre o deck e suas combinações muito melhores e alcança um maior fmmr. Além disso, esta é uma boa maneira de gerenciar sua coleção de forma eficiente também, acumulando restos através de recompensas diárias para o próximo deck.

Complete pelo menos as duas facções mais fortes no primeiro mês
No primeiro mês da temporada 1, os decks de Armor dos Reinos do Norte foram muito poderosos, mas eles foram fortemente ‘nerfados’ no meio da temporada. Portanto, se houver decks que obviamente estejam em boa forma no meta, eles devem ser jogados primeiro para evitar perder o potencial devido aos nerfs da metade da temporada. (Sugestão adicional: jogue de NG espiões este mês).

Se você tiver uma performance abaixo do esperado com uma  facção, deixe-a e volte mais tarde
Mesmo que depois de completar 100 partidas com uma facção com um fmmr insatisfatório, é hora de seguir em frente. Em outras palavras, jogar com o mesmo deck centenas de vezes da mesma maneira e esperar um resultado diferente, não é uma boa estratégia para uma competição com 4 facções.

Fique atento ao meta e aos novos decks
Ter uma ideia do que está acontecendo no meta é benéfico para fazer os ajustes necessários em seu deck. Conhecer as tendências gerais no meta evitaria perdas automáticas para cartas/estratégias específicas e melhorará seu mmr no geral.

Responda rapidamente à novos decks, se possível
Outro benefício para completar as facções rapidamente é ter tempo para construir e jogar com novos decks ‘antimeta’. Na temporada 1, Scoia’tael surgiu com decks poderosas como o Spell’tael e depois das listas tornarem-se públicas, levou mais algum tempo para que os jogadores descobrissem como vencer esses decks. Neste mesmo período, os decks funcionaram melhor devido ao fator surpresa e os oponentes não sabendo como lidar.

Retornar às facções com baixa performance  para resgatar seu potencial rapidamente
Uma vez que você ganha mais pontos por uma vitória quando você tem um baixo fmmr, é mais rápido melhorar uma facção com 1250 fmmr do que uma com 1350 fmmr. Melhorar facções com desempenho inferior aumentaria sua moral também, o que é muito útil para uma maratona de dois meses.

Não fique intimidado pelos melhores jogadores. Pelo contrário, fique motivado para vencê-los
Manter-se focado durante os jogos é uma habilidade importante para se ter em cardgames competitivos. Tenha em mente que, se você jogar perfeitamente, não há ninguém que você não possa vencer, independentemente do nome do seu oponente. Além disso, a Pro Ladder oferece uma excelente oportunidade para jogar contra os melhores jogadores, o que ocorre com muita frequência, então use isso como vantagem para se motivar a superar o melhor.

Pro Ladder é um compromisso, mas não a sua vida
Para ter sucesso e melhorar na Pro Ladder, é necessário muito tempo e dedicação, no entanto, é totalmente ok se as coisas não estiverem indo da maneira como você achou. Os cardgames competitivos são jogos de longo prazo que recompensam a consistência, portanto, é melhor ter uma mentalidade de longo prazo, ao invés de se apressar para sucessos de curto prazo. Se você não é um jogador de topo, jogue a Pro Ladder para melhorar não apenas para ganhar.

CONCLUSÃO
Neste artigo, tentei dar algumas dicas para os jogadores que são novos no Pro Ladder, bem como os jogadores que procuram melhorar seu desempenho em relação à temporada 1. Os conselhos que mencionei não são leis, é claro, mas são um ponto de partida para dar uma ideia sobre uma competição de dois meses.

Além dos jogadores que buscam uma carreira profissional em Gwent, a Pro Ladder é o lugar perfeito para melhorar a maneira de se jogar competitivamente contra os melhores jogadores pilotando uma variedade de decks. O sucesso pode não ser imediato, mas é um investimento que vale à pena o tempo para desfrutar de uma experiência de jogos de alto nível para muitos jogadores.

Deixe-me saber o que você pensa e sua experiência em relação à temporada 1 da Pro Ladder. Boa sorte na 2ª temporada!”

Notícia original aqui.

Comentários