A showrunner Lauren diz como se sente em relação à série do The Witcher

Dia após dia… Lauren, showrunner da série do The Witcher vem nos surpreendendo com sua grande dedicação. Ontem dia 10 de janeiro ela escreveu uma série de twitts refletindo como se sente sobre fazer parte deste novo projeto, pois esta foi indagada por um fã que perguntou à ela:

Maciej Pitek(@mcjptk):

 Lauren, você pode compartilhar alguns de seus sentimentos sobre o material fonte com nós? Como qual história curta teve mais impacto em você? Você encontrou alguns ‘elementos difíceis’ que precisou de mais polimento? Qual aspecto da fonte que você gostou mais? Boa sorte, Lauren!”

Então, quando eu li os livros de Sapkowski, fiquei tão emocionada. Ele fez o ‘trabalho pesado’ para mim. Essas mulheres são fortes, turbulentas, complexas, assustadas, corajosas, reais, sexuais. divertidas e escuras como o inferno. São todas as mulheres que conheço. O que me leva aos monstros —
Quem é tão complexo, porque não é tão simples como o bem e o mal. O que acontece quando o bem realmente cria o mal? Nivellen (O “Fera”), Striga, Renfri, Sylvan (Diabo) – estes são personagens que reagiram às suas circunstâncias e esta não é a experiência mais HUMANA no mundo?
E Geralt, que é um homem raro de neutralidade neste mundo de dicotomias (Uma coisa contrária à outra, tipo o bem e o mal) – quem de repente se apresenta e muda pensando sobre destino? Primeiro: o destino é um caminho de ações predeterminadas, FORMADO POR ESCOLHAS INDIVIDUAIS. Então, onde o leva? Como ele fica com essa pontada de estabilidade?
Esta é a melhor maneira de resumi-lo (The Witcher): Eu li os livros, li os livros, joguei os jogos, vi outros jogarem os jogos, li na redes sociais e sites de fãs e revirei toda a internet de trás e para frente, mergulhei completamente e completamente, e ainda não sei às vezes o que Geralt ou Ciri ou Yen deveriam fazer, ou sentir, ou pensar em uma determinada situação. Eu mudei de ideia. Eu vejo isso por outra perspectiva. Ou mais frequentemente, eu vejo as duas maneiras. Como escritor, isso é intimidador, dá nervosismo mas é A PARTE ASSUSTADORAMENTE MELHOR.
Porque #TheWitcher não é apenas uma coisa. São tantas coisas para tantas pessoas. Eu incluída. Isso é o que eu amo sobre isso. (Como foi isso?)”

Ontem ela até respondeu uma mensagem do Vale. Twittamos: “Nossa querida Lauren abre questionário no twitter perguntando qual seu personagem secundário preferido na saga The Witcher. E aí, o que me dizem? Diga a ela também respondendo seu twitt (em inglês)!” e Lauren gentilmente respondeu:

Portanto, mande twitts à ela e fale pra gente também quais personagens secundários do The Witcher que vocês gostariam de ver em destaque na série! Lauren gosta da Tissaia de Vries, e vocês?