A ORIGEM DAS CARTAS DO GWENT – EPISÓDIO #7 – SCHIRRÚ

   Schirrú é um meio-elfo agente de Vielgefortz, que contratou a gangue de Rouxinol para executar Geralt de Rívia.
Ele foi responsável, juntamente com dois humanos, por assassinar os advogados Codringher e Fenn, após passarem algumas informações sobre Ciri para Geralt, durante os acontencimentos do livro “Tempo de Desprezo” de Andrzej Sapkowski. 
   Os três entram no escritório dos advogados e são atendidos por Codringher, que finge ser um funcionário do escritório apenas.    Depois de apunhalá-lo, com ajuda de um dos comparsas humanos, ele recolhe alguns documentos e ateia fogo ao escritório com Fenn coberto por líquido inflamável e diversas pastas.
   “O meio elfo pegou da mesa uma garrafa com um líquido próprio para para eliminar tinta, parou diante do anão, que se agitava no chão, e derrubou sobre ele todo o seu conteúdo. Fenn soltou um uivo prolongado. O facínora humano tirou da estante uma pilha de pastas, soterrando o anão com elas.
   As chamas subim até o teto. (…)”
   Ele segue durante o desenrolar da história trabalhando juntamente com Vielgefortz e Rience, mas é capturado pelos druidas de Myrkvid com a gangue de Rouxinol, e como eram identificados como bandidos, foram queimados em forma de punição por seus atos crimoniosos.
   “Os galhos secos acenderam-se num átimo. A pilha de lenha foi tomada pelas chamas e fumaça. Os berros e clamores vindos da Boneca de Palha foram aterrorizantes. Obviamente, na cacofonia fortalecida pelos estalos do fogo era impossível ouvir os gritos, mas Geralt tinha a impressão de distinguir o coaxar desesperado de Rouxinol e os gritos altos e dolorosos do meio-elfo Schirrú.”  
Quem mais você gostaria de ver aqui no “A Origem das Cartas do Gwent”? Comente aqui!
Fonte:
http://witcher.wikia.com
https://forums.cdprojektred.com
Andrzej Sapkowski – “Tempo de Desprezo” e “A Torre da Andorinha”
Comentários