Finalmente saiu o Roadmap de Gwent!

Confira na íntegra o tão esperado roadmap (resumindo, seria o que está por vir em Gwent: The Witche Card Game), em uma carta aberta, intitulada Gwent Homecoming (De Volta ao Lar), de Marcin Iwinski da equipe de desenvolvimento da CD Projekt Red. Sem mais delongas, confira:

“Eu amo GWENT – especialmente quando estou ganhando. Às vezes, eu odeio também – especialmente quando levo uma surra. GWENT é um dos poucos jogos que eu jogo quase todos os dias (Tenho perto de 350 horas já). Por que estou contando isso? Porque quero que saibam que eu estou pessoalmente bem envolvido com GWENT.
 
Eu ainda lembro da animação na E3 2016 quando anunciamos o GWENT para PC e consoles. Foi um sucesso! Bem recebido por vocês – gamers – e pela mídia. Acho que não tinha como ser melhor. Mas… fomos inocentes. Comparado aos RPGs single player que criamos até agora, não percebemos o quão diferente seria operar e desenvolver um jogo vivo ao mesmo tempo.
 
Um ano depois, abrimos o GWENT para testes públicos e, novamente, muitos jogadores entraram e testaram o jogo. Ainda tínhamos muito o que aprender. Mas, como sempre, nós tivemos que nos adaptar. O que não percebemos é que, aos poucos, começamos a perder nossa visão original para GWENT. Enquanto lutávamos todos os dias para mandar atualizações e conteúdo novo, perdemos vista do que era único e divertido no jogo. E vocês tiveram um grande papel em nos fazer perceber isso. Obrigado pelo feedback sincero!
 
Nós nunca aceitamos “tá bom assim” na nossa empresa. Sempre corremos riscos e tomamos decisões difíceis quando acreditamos que elas tornam o jogo melhor. E, você acertou, tomamos uma agora.
 
Chamamos esse projeto de GWENT Homecoming.
 
Queremos que GWENT seja excelente e reacenda sua paixão pelo nosso querido CCG. Queremos pedir sua confiança e paciência – precisaremos de 6 meses completamente focados no desenvolvimento para entregarmos o que temos planejado. Além das mudanças de temporada e eventos como Desafio de Facções e Regras malucas para a Arena, lançaremos apenas duas atualizações durante esse tempo. Uma em de abril – com as cartas Premium que faltam bem como as skins de campos de batalha específicos de cada facção – e uma em maio, que será de balanceamento (incluindo a Dançarina de Guerra) e revisão da mecânica de “Criar”. Seis meses é um tempo longo. Porém, quando terminarmos o Homecoming, lançaremos o jogo juntamente com Thronebreaker, saindo do beta. Não se preocupe com seu progresso, quando isso acontecer, por um tempo limitado, todas as cartas poderão ser moídas pelo valor cheio delas. Falando sobre eSports, por enquanto, nosso calendário não sofre nenhuma alteração.
 
Para mais detalhes no Homecoming, Kasia e Rafał, líderes de GWENT, definiram o projeto de acordo com os seguintes pilares:
 
  • Tornar GWENT um Campo de Batalha
Quando você joga GWENT, é o líder de um exército do universo de The Witcher. Queremos nos esforçar mais para que isso aconteça nos visuais e mecânicas do jogo. Por exemplo, queremos que certas cartas tenham uma linha preferida que as dêem benefícios ao serem colocadas lá. Além disso, as linhas da frente e de trás sempre darão benefícios diferentes para unidades colocadas lá.
 
  • Melhorar o campo
Atualmente as linhas não tem um impacto direto no jogo. Se contarmos as mãos de cada jogador, temos 8 linhas no total e nosso melhor ponto visual – a arte das cartas e suas versões premium – são muito pequenas. Queremos fazer uma reestruturação completa da experiência visual. E não deixaremos nada de lado. Estamos considerando cortar uma das linhas e deixar apenas corpo a corpo e a distância. Ainda é algo que precisa de muito teste, mas estamos comprometidos em fazer as coisas funcionarem.
 
  • Corrigir a mecânica da moeda
Não ser o primeiro a jogar pode dar uma vantagem significativa. Ouvimos vocês – corrigiremos a moeda e já estamos testando algumas possíveis soluções.
 
  • Melhorar a progressão dos jogadores
Temos muitas coisas planejadas para jogadores novos e retornantes. Teremos um tutorial para melhorar a experiência de novos jogadores. Teremos também, um novo sistema de níveis, conquistas e um modo ranqueado melhorado – tudo com recompensas apropriadas.
 
  • Focar em habilidade e nas ações dos jogadores
Nós notamos as discussões sobre a mecânica de “Criar”. Primeiro, acreditamos que ia ser uma coisa interessante para o jogo, mas – com o passar do tempo – percebemos que essa forma de RNG não é algo que se encaixa com nosso foco na habilidade do jogador. Tomaremos muito cuidado com esse tipo de mecânica no processo de redesign. Dito isso, se acharmos cartas interessantes para incluir, mas “muito doidas para o ranqueado”, elas ainda terão seu lugar no modo Casual e na Arena.
 
  • Focar em jogadores “core”
Queremos que GWENT seja um jogo profundo, no qual cada facção tem sua própria identidade e ofereça arquétipos distintos. Queremos que cada fileira tenha relevância em termos de gameplay, e a jogabilidade em si precisa ser recompensadora e interessante.
 
  • Trazer The Witcher novamente
Esse projeto trará novamente um conceito estético mais sombrio, mais em sincronia com o universo original de The Witcher. Mudaremos o menu principal, a loja do jogo, e trabalharemos em uma UI e UX consistentes para o jogo inteiro.
 
  • Thronebreaker
Guardamos o melhor para o final. Após terminarmos o projeto, lançaremos o jogo juntamente com Thronebreaker – nossa campanha single player. Uma equipe dedicada a isso está trabalhando para entregar para vocês uma nova história no universo de The Witcher. Esperem coisas boas!
 
 
Cordialmente,
Marcin Iwinski, co-fundador / CEO conjunto
Katarzyna Redesiuk, Diretora do Jogo
Rafał Jaki, Diretor de Produto